14 de junho: Dia Mundial do Doador de Sangue

Publicado em 12/06/2020

No próximo domingo, dia 14 de junho, é lembrado o “Dia Mundial do Doador de Sangue”. O ato salva e faz a diferença na vida de muitas pessoas e suas famílias. No entanto, com a pandemia do novo coronavírus (Covid-19), o número de doações diminuiu consideravelmente em todo o Brasil. 

Mesmo antes da pandemia, os estoques do Hemonúcleo da Associação Beneficente de Coleta de Sangue de Sorocaba (Colsan) estavam baixos. A capacidade de atendimento é de 170 doadores por dia, mas desde janeiro a média está entre 70 e 80 doadores.

Uma bolsa de sangue pode salvar até quatro vidas, já que o material é dividido em: plasma, plaquetas, hemácias e crioprecipitado, que são distribuídos conforme as recomendações médicas. Entre os componentes, as plaquetas são as mais requisitadas e muito utilizadas por pessoas que sofrem com leucemia e até mesmo dengue hemorrágica.

De acordo com a Colsan, as maiores demandas são pelos tipos sanguíneos O-, A- e também O+, que, embora seja o mais comum entre a população, tem caído o número de doadores.

 

Requisitos necessários

Para ser um doador, é necessário atender alguns requisitos, como: ter entre 16 e 69 anos; estar com mais de 50 quilos; estar alimentado (evitar alimentos gordurosos nas 3h que antecedem a doação); caso seja após o almoço, aguardar 2h; ter dormido pelo menos 6h nas últimas 24h; a frequência máxima é de quatro doações anuais para o homem e três para as mulheres e o intervalo mínimo entre uma doação de sangue e outra é de dois meses para homens e três meses para mulheres. No dia da doação, é preciso apresentar um documento de identidade oficial com foto (RG, CNH, Carteira Profissional), receita médica dos medicamentos adquiridos em farmácia de manipulação (se for o caso) e tomar dois copos de água.

O doador passa por um pré-triagem, onde é aferida a pressão arterial, pulso, temperatura, pessoa e hematócrito, que atesta se a pessoa é anêmica ou não. Depois, é feita uma triagem clínica: uma entrevista individual, confidencial e sigilosa feita por um profissional da área da saúde. A coleta do sangue é feita por técnicos de enfermagem e todo o material é descartável. São coletados 500ml de sangue em uma bolsa plástica estéril que segue para o laboratório de processamento. Se todos os exames sorológicos derem negativos, o sangue é liberado para distribuição.

A Colsan fica na av. Comendador Pereira Inácio, 564, bairro Lajeado, telefone (15) 3224-2930. O atendimento é de segunda-feira a sábado, das 7h30 às 12h30.

Informações:

Horário de atendimento:
De segunda a sexta-feira, das 8h às 17h


Sede Apevo:
Rua Antônio Fernandes, 50 – Centro – Votorantim – SP

Telefones: (15) 3243-2410 | (15) 3353-8080


Unidade de Saúde Apevo:
Rua Sebastião Lopes, 97 – Centro – Votorantim – SP

Telefone: (15) 3353-9800