logo apevo
Votorantim antecipa nesta terça intervalo de aplicação da segunda dose da Pfizer

Votorantim antecipa nesta terça intervalo de aplicação da segunda dose da Pfizer

Publicado em 28/09/2021

Compartilhar:

facebook
whatsapp

Votorantim inicia nesta terça-feira (28), a antecipação do intervalo de aplicação da segunda dose da vacina Pfizer contra a Covid-19. O imunizante será fornecido às pessoas com 40 anos ou mais, que se inscreveram na lista da Secretaria de Saúde.
O trabalho será realizado em nove unidades de saúde: Vila Nova, Vila Garcia, Serrano, Cristal, Barra Funda, Bela Vista, Novo Mundo, Green Valley e Tatiana.  A aplicação da vacina para essa população-alvo não precisa de agendamento. As listas serão elaboradas conforme relatórios gerados a partir da data de administração da primeira dose.  
Também serão vacinadas nessas unidades de saúde, as pessoas com 40 anos ou mais de idade que foram imunizadas com a AstraZeneca/Fiocruz. 

UBS Amorim, Clarice, Itapeva, Promorar, Rio Acima e Archila

O trabalho nas unidades de saúde Amorim, Clarice, Itapeva, Promorar, Rio Acima e Archila será realizado em três públicos. A primeira dose para pessoas com 18 anos ou mais de idade será fornecida em livre demanda, sem a necessidade de agendamento.
A segunda dose será fornecida para pessoas que foram vacinadas com a AstraZeneca / Fiocruz até 6 de julho ou CoronaVac / Butantan até 31 de agosto. A vacinação será em livre demanda, sem a necessidade de agendamento.
Serão imunizadas com a dose adicional, pessoas com 70 anos ou mais de idade, que receberam a segunda dose há mais de 6 meses (até 28 de março). A vacinação será em livre demanda, sem a necessidade de agendamento. 
A dose adicional será fornecida também para pessoas com alto grau de imunossupressão, as quais receberam a segunda dose há mais de 28 dias (até 31 de agosto). Será obrigatório fornecer cópia de laudo, declaração ou prescrição médica que comprove um dos critérios contemplados. A vacinação será em livre demanda, sem a necessidade de agendamento.
 
A vacinação será realizada em pessoas com imunodeficiência primária grave, quimioterapia para câncer, transplantados de órgão sólido ou de células tronco hematopoiéticas (TCTH) em uso de drogas imunossupressoras, pessoas vivendo com HIV/Aids e uso de corticóides em doses ≥20 mg/dia de prednisona, ou equivalente, por ≥14 dias. A relação conta ainda com pacientes em terapia renal substitutiva (hemodiálise) e pacientes com doenças imunomediadas inflamatórias crônicas (reumatológicas, auto inflamatórias, doenças intestinais inflamatórias).
 
A vacina também será fornecida a pessoas com uso de drogas modificadoras da resposta imune. A lista de medicamentos conta com Metotrexato, Leflunomida, Micofenolato de mofetila, Azatiprina, Ciclofosfamida, Ciclosporina, Tacrolimus, 6-mercaptopurina, Biológicos em geral (infliximabe, etanercept, humira, adalimumabe, tocilizumabe, Canakinumabe, golimumabe, certolizumabe, abatacepte, Secukinumabe, ustekinumabe), Inibidores da JAK (Tofacitinibe, baracitinibe e Upadacitinibe).

Foto: Apevo